Como criar um curso online do zero, quanto investir e quanto lucra

Aprenda como criar um curso online sem precisar investir muito dinheiro e começar a lucrar com o seu próprio negócio digital pela internet.

Empreender com a ajuda da internet e virar chefe de si mesmo é algo que chama a atenção de muita gente, e os negócios digitais mostram já há algum tempo que esse é um sonho bastante viável para quem se dedica de verdade.

Nos últimos anos vimos um grande interesse tanto de consumidores quanto empreendedores pelo mercado de infoprodutos, que continua crescendo e seguindo uma tendência de expansão.

Nessa onda dos negócios digitais, um dos infoprodutos mais populares e lucrativos são os cursos online focados em assuntos específicos e relevantes para o público.

Para ajudar quem está pensando em começar o próprio negócio digital e começar vender infoprodutos, separamos neste artigo algumas das informações mais importantes para entender o mercado de produtos digitais e algumas etapas importantes para explicar como criar um curso online.

Continue lendo e se prepare para dar os seus primeiros passos na construção do seu negócio próprio e começar a ganhar dinheiro com a ajuda da internet.

Por que criar um curso?

Assim como outros formatos e tipos de infoprodutos, cursos online são um tipo de conteúdo muito interessante para o público que busca algum tipo de conhecimento e para empreendedores digitais.

Criar um curso online é uma forma de usar essas características para começar a gerar uma renda extra que, com o tempo, pode passar até mesmo a ser a sua principal fonte de ganho financeiro.

O recente crescimento do mercado de cursos online tem muita relação com a aceleração da transformação digital que afetou diversas partes da sociedade, e isso se reflete em números que mostram como essa é uma boa oportunidade para quem tem o interesse em empreender.

New call-to-action

Como está o mercado de cursos online?

A internet vem sendo utilizada cada vez mais para diferentes tipos de atividades, e o mercado da educação não ficou de fora dessa transformação.

O crescimento das ofertas de cursos online segue um aumento no interesse do público por esse formato, que registrou um total de mais de 2.600.000 matrículas em 2020 de acordo com dados do Censo EAD daquele ano.

Esse número mostra como o formato de ensino online teve grande adoção pelo público. A facilidade de acesso ao conteúdo educacional por meio da internet, que oferece ainda total flexibilidade e autonomia ao estudante são fatores essenciais para esse sucesso.

Além disso, essa mudança no mercado reforça a oportunidade para quem tem interesse em empreender nesse tipo de atividade e ter mais flexibilidade e autonomia em relação ao próprio trabalho.

Quanto precisa investir para criar um curso online?

Se a ideia é fazer dos cursos online um negócio rentável, é normal que os custos envolvidos na criação desse conteúdo sejam uma preocupação para quem está entrando no mercado.

A verdade é que o tamanho do investimento necessário para começar a produzir cursos online vai depender de diversos fatores mas, de forma geral, é possível começar a criar alguns conteúdos iniciais sem precisar investir grandes quantias de dinheiro.

Por exemplo, você pode começar a gravar seus primeiros vídeos usando a própria câmera e microfone do seu celular e sem fazer nenhum investimento adicional, mas com o tempo pode ser interessante começar a investir em equipamento de mais qualidade para elevar também a qualidade do seu conteúdo.

De maneira geral, os custos envolvidos na criação e distribuição de cursos online podem ser organizados em três grandes grupos:

  1. Equipamentos e infraestrutura

Esse grupo diz respeito aos equipamentos físicos necessários para a produção do curso online, e podem englobar desde o computador que você usa para criar seu conteúdo até câmeras e microfones profissionais para uma maior qualidade de áudio e vídeo.

  1. Edição e comunicação

O segundo grupo agrega os custos da edição do conteúdo produzido por você e preparação desse material para ser lançado no mercado. Esse trabalho pode ser feito por você mesmo ou terceirizado para outros profissionais, e engloba a finalização de vídeos, criação de ebooks, peças promocionais e outros trabalhos de comunicação visual.

  1. Distribuição e comercialização

Por fim, o último grupo trata dos investimentos necessários para disponibilizar seu curso online ao público e permitir que as pessoas comprem de você. Esses pontos envolvem investimentos em infraestrutura tecnológica como plataformas de hospedagem, soluções de pagamento, compra de mídia paga e outros.

Apesar de não existir um valor padrão que deve ser investido para começar a produzir cursos online, o importante é que você tenha um bom planejamento para garantir a sustentabilidade e crescimento do negócio ao longo do tempo.

Empreender envolve saber administrar o próprio negócio, e fazer uma boa gestão dos seus recursos financeiros é parte muito importante dessa atividade.

Quanto se fatura com cursos online?

Assim como foi falado no tópico anterior, a quantidade de dinheiro que um infoprodutor vai ganhar com a venda de cursos online também depende de vários fatores diferentes que podem se alterar ao longo do tempo.

Lembre-se que quando falamos de criar o próprio negócio, isso não significa que você vai ter menos trabalho – muito pelo contrário. É normal que você passe a trabalhar com ainda mais atividades do que estava acostumado anteriormente, principalmente porque agora a sua receita está diretamente ligada à sua capacidade de produzir e vender conteúdo.

Novamente, é importante que quem decida empreender em um negócio digital tenha um bom planejamento financeiro para garantir que está alcançando resultados satisfatórios de acordo com seus objetivos pessoais e profissionais.

Defina qual lucro mensal você deseja ter e construa todo o seu negócio ao redor desse objetivo, preparando-se para imprevistos e para a jornada necessária para chegar até esse ponto.

Depois de atingir a sua primeira meta, aí é que você começa a planejar seus próximos passos e decidir se quer aumentar o seu faturamento, se quer investir em expandir o negócio e etc.

Como criar um curso online do zero?

Já deu para perceber que criar um curso online pode ser uma boa estratégia para empreender na internet e começar a ganhar dinheiro no mercado de produtos digitais, mas como fazer para começar a tirar a ideia do papel e colocar tudo isso em prática?

Nos tópicos anteriores você viu que é possível começar a criar o seu conteúdo sem nem precisar fazer nenhum investimento inicial, mas agora você confere qual é o passo a passo necessário para finalmente criar o seu primeiro infoproduto.

De forma resumida, para criar um curso online você vai precisar passar por 10 etapas: escolha o conteúdo que você vai ensinar, defina um público-alvo, planeje as suas gravações, garanta a qualidade do áudio, prepare a iluminação do vídeo, encontre ou monte o cenário ideal, invista na elaboração do roteiro, finalize o conteúdo com uma edição de qualidade, organize a distribuição do seu curso, e conquiste a atenção do público certo.

1. Escolha o conteúdo que você vai ensinar

A sua jornada como infoprodutor começa com a escolha do tipo de conteúdo que você vai produzir, ou o seu nicho de atuação.

É importante escolher um tema que seja não só valorizado pelo mercado e que as pessoas estejam dispostas a pagar para conhecer mais, mas também algo que você tenha conhecimento e domínio suficiente para começar a produzir conteúdo de alta qualidade e relevância.

Entre os assuntos mais chamativos para o público atualmente, vemos nichos como o de alimentação, conteúdos sobre estilos de vida saudável, orientações e dicas sobre negócios e carreira, e também infoprodutos voltados ao mercado pet, de animais de estimação.

Vale lembrar que por mais que você já entenda sobre o assunto que deseja trabalhar, será necessário aprender e se especializar cada vez mais para continuar produzindo conteúdos novos e atualizados sobre o tema. Por isso, tenha certeza de que você se sinta confortável e realmente goste do nicho escolhido.

Algumas coisas importantes de se fazer na hora de escolher o seu nicho de atuação são:

  • Estudar o potencial de ganhos financeiros
  • Analisar a demanda por infoprodutos desse tema
  • Buscar tendências e previsões sobre o nicho escolhido
  • Pesquisar sobre a concorrência e o estado atual do mercado

Essas informações vão melhorar a sua preparação para começar o seu próprio negócio digital, e também podem ajudar na segunda etapa dessa jornada:

2. Defina um público-alvo

Seu negócio digital só será verdadeiramente lucrativo e viável se ele tiver um público-alvo bem definido e interessado em investir dinheiro comprando os conteúdos que você começar a produzir.

A segunda etapa da sua jornada como infoprodutor é exatamente definir quem são essas pessoas para quem você está criando conteúdo para entender quais são os seus interesses e necessidades reais.

Quanto mais informações você conseguir coletar sobre o seu público-alvo, melhor. Desde coisas mais qualitativas e subjetivas como interesses, necessidades e desejos até características sociodemográficas como idade e classe social vão te ajudar a focar seus esforços no que realmente importa.

Lembre-se: para qualquer negócio ser sustentável e lucrativo, é essencial que existam pessoas e consumidores dispostos a pagar pelo que esse negócio tem a oferecer.

Tenha sempre o público-alvo no centro das suas decisões de negócio para garantir que você está fazendo as escolhas corretas e caminhando rumo ao sucesso da sua atuação como infoprodutor.

3. Planeje as suas gravações

É sempre interessante quando vemos vídeos ou apresentações em que as pessoas agem de maneira natural e espontânea, eventualmente até deixando muita coisa para ser resolvida no improviso.

A verdade é que na maioria das vezes em que temos essa sensação, o que aconteceu foi um trabalho extenso e detalhado de planejamento para produzir algo que transmitisse essa sensação de naturalidade.

Por isso, a terceira etapa para começar a criar o seu curso online é planejar cuidadosamente as suas gravações – e isso não deve ser feito somente nas primeiras vezes, mas sim se tornar uma prática e parte integral do seu processo de trabalho.

Faça anotações sobre quais tópicos você vai abordar em cada parte do curso, como cada uma dessas partes será conduzida e ensinada ao público, quais são os exemplos ou conteúdos de apoio que serão utilizados na gravação e tudo mais que for necessário.

Um planejamento bem realizado é uma parte chave para conseguir um resultado final de alta qualidade e que conquiste o interesse das pessoas.

4. Garanta a qualidade do áudio

Quando falamos em gravações, normalmente a primeira preocupação que surge é em relação ao vídeo e qualidade da imagem dessa gravação. É claro que isso é sim importante, mas não podemos esquecer de outra parte tão importante quanto o vídeo: o áudio.

Um áudio claro e compreensível é essencial para conseguir transmitir o seu conteúdo de maneira que o público realmente entenda o que está sendo ensinado, e no fim das contas esse é o objetivo de qualquer infoproduto.

Quem está começando agora a produzir conteúdos digitais pode ter que fazer isso sem nenhum equipamento específico e captar o áudio usando aparelhos como o próprio celular, por exemplo, mas é possível melhorar esse ponto sem nem mesmo precisar investir muito dinheiro.

Uma solução bastante satisfatória para captar áudio com mais qualidade são os microfones de lapela, aparelhos que já entregam resultados interessantes e podem ser comprados por alguns poucos reais pela internet.

New call-to-action

5. Prepare a iluminação do vídeo

A famosa frase utilizada no cinema e em estúdios de gravação que diz “luz, câmera, ação!” já dá uma boa dica da importância que a iluminação tem para uma boa qualidade de vídeo.

Preparar uma boa iluminação para a gravação do seu curso online é algo que pode parecer simples, mas que dá uma diferença notável no resultado final e é capaz de melhorar muito o visual do seu conteúdo.

Para seguirmos a linha do tópico anterior e falar sobre como começar a produzir infoprodutos com nenhum ou pouco investimento financeiro, uma alternativa para garantir a iluminação das suas gravações é aproveitar a própria luz do dia, gravando perto de janelas e em ambientes claros e bem iluminados.

Quando você já estiver buscando investir um pouco mais no negócio para deixar seus conteúdos mais profissionais, vale buscar tanto equipamentos específicos para iluminação de gravações quanto também dicas de como recriar equipamentos de iluminação sem precisar gastar muito dinheiro.

6. Encontre ou monte o cenário ideal

As duas etapas anteriores voltam a aparecer aqui nesse sexto tópico: o cenário para a gravação dos seus cursos online.

Você deve encontrar um cenário favorável do ponto de vista da qualidade do áudio e da iluminação. Isso significa buscar lugares que sejam silenciosos e sem muitos ruídos de fundo, além de encontrar uma boa iluminação ambiente e bastante abertura para luz natural.

Além dessas duas características, pense também no aspecto visual desse seu cenário e em como ele vai fazer parte dos conteúdos que você estiver produzindo.

De maneira geral, encontrar um local com uma parede limpa e vazia que você possa utilizar como fundo já é uma forma de ter um cenário que não cause distrações ou que tirem o foco das informações que você estiver passando na gravação.

Um segundo passo é começar a preparar uma decoração e ambientação que deixe o seu cenário cada vez mais com a cara do seu negócio digital e reforcem a imagem de profissionalismo que você quer passar no seu trabalho.

7. Invista na elaboração do roteiro

Já falamos anteriormente sobre a importância de planejar a sua gravação, e uma segunda fase disso é elaborar um roteiro para cada aula do seu curso online.

Além de ser importante para que você consiga construir uma linha de raciocínio lógica e clara sobre o tema que você deseja ensinar, o roteiro também é importante para que você consiga lembrar sobre tudo o que precisa ser falado ao longo do curso.

Invista esforço na preparação de roteiros detalhados e bem organizados para conseguir produzir conteúdos de alta qualidade e que deixem o público satisfeito com o que eles estão recebendo de você.

8. Finalize o conteúdo com uma edição de qualidade

A etapa final da produção do conteúdo de um curso online é também essencial para garantir que todo o esforço feito até aqui consiga gerar um conteúdo realmente bom e que conquiste o público.

Editar as aulas do seu curso online envolve não apenas fazer cortes nas horas certas e remover erros de gravação, mas também inserir uma trilha sonora envolvente que tire o conteúdo da monotonia e fazer ajustes de imagem e inserção de elementos visuais que complementam a produção e deixam tudo mais profissional.

Para a edição você pode optar por contratar alguém especializado nesse tipo de serviço que seja capaz de produzir o resultado final que você deseja, mas, se a ideia é gastar pouco, vale a pena aprender alguns conceitos básicos de edição para conseguir fazer isso por conta própria no começo do seu negócio digital.

9. Organize a distribuição do seu curso

Agora você já tem o seu conteúdo pronto e está quase tudo certo para começar a vender seu curso no mercado e começar a faturar por todo o esforço feito até aqui, por isso é hora de se preocupar com a distribuição do seu infoproduto.

De maneira geral, você pode decidir distribuir o seu curso em alguma plataforma de hospedagem conhecida ou criar o seu próprio site de vendas e investir em uma plataforma própria para disponibilizar o seu curso ao público.

É importante prezar os prós e contras de cada alternativa para tomar uma boa decisão, como os custos envolvidos e a autonomia na operação, mas lembre-se de sempre ter em mente que é importante entregar uma boa experiência ao público que comprar esse seu curso online.

10. Conquiste a atenção do público certo

A última etapa da criação e lançamento do seu curso online é a divulgação desse infoproduto para o público certo e na hora certa, gerando vendas para o seu negócio digital.

Entender o seu público-alvo vai ser importante para definir quais canais ou abordagens utilizar nos seus esforços de comunicação, por isso revisite todas as informações que você já tem antes de tomar uma decisão quanto a isso.

Alguns exemplos de canais e estratégias de comunicação que costumam ser usadas com sucesso por infoprodutores de várias áreas de atuação diferentes são: blogs, social media, mídia paga, programas de afiliados e e-mail marketing.

Como criar um curso online e ganhar dinheiro como infoprodutor

As dicas desse artigo cobriram alguns dos principais passos para começar a empreender na internet e explicaram como criar um curso online do zero, mas existe ainda outro fator decisivo para o sucesso de um negócio digital: as parcerias.

Buscar parceiros de confiança para apoiar o crescimento do seu negócio é essencial para que você possa focar em produzir conteúdo de qualidade e alcançar os melhores resultados possíveis, e você pode contar com a Provi para ser exatamente esse tipo de parceiro.

A solução de pagamentos e cobrança da Provi ajuda a remover as barreiras do processo de compra dos seus cursos online e permite que as vendas aumentem sem nenhuma complicação para o público, garantindo uma experiência segura e confiável para todos os envolvidos.

Para saber como podemos alavancar o seu negócio digital e aumentar o seu faturamento nesse mercado, entre em contato com a nossa equipe.

New call-to-action

Veja mais sobre o autor

Suporte Infra