Como vender infoprodutos? Vender produtos digitais dá dinheiro?

Veja como vender infoprodutos na internet e saiba as práticas essenciais para construir um negócio digital altamente lucrativo e sustentável.

O mercado de infoprodutos vem chamando cada vez mais atenção de quem decide empreender e ganhar dinheiro trabalhando pela internet, mas muitas pessoas ainda se sentem perdidas e não sabem por onde começar seu próprio negócio digital.

Quando vemos grandes infoprodutores fazendo sucesso por aí, pode parecer que é tudo uma questão de criar um bom conteúdo e pronto, as vendas vão acontecer sozinhas e todos os problemas estão resolvidos.

A verdade é que para construir um negócio digital rentável é preciso muito mais do que isso, incluindo alguns pontos básicos que são essenciais para qualquer tipo de negócio.

Pensando em ajudar quem está no começo da jornada para se tornar um empreendedor digital, preparamos esse artigo com os principais pontos necessários para começar a atuar nesse mercado e realmente ganhar dinheiro com a venda de infoprodutos.

Continue lendo para entender melhor sobre o assunto e começar a tirar a sua ideia do papel o quanto antes.

Como vender infoprodutos?

Vender um infoproduto não é uma tarefa fácil, mas é possível identificar alguns pontos essenciais para criar um negócio digital de maneira organizada e sustentável.

De maneira geral, para vender um infoproduto é necessário concluir as seguintes etapas: criar um infoproduto de qualidade, ter um CNPJ válido, definir uma plataforma ou site para as vendas, integrar seu canal de vendas com meios de pagamento, estruturar a página de vendas, criar uma estratégia de marketing e também acompanhar seus clientes no pós-venda.

New call-to-action

É possível que existam infoprodutores que seguiram caminhos diferentes, optaram por outras alternativas ou até mesmo começaram suas jornadas no mercado digital a partir de pontos distintos, mas cada uma dessas etapas precisa ser realizada para estruturar um negócio digital.

Confira agora mais detalhes sobre cada um dos pontos citados anteriormente.

1. Crie um ótimo infoproduto

Apesar de esse não ser o único ponto importante para ganhar dinheiro com infoprodutos, todo negócio digital precisa investir na criação de um infoproduto de qualidade que consiga se diferenciar da concorrência, chamar a atenção dos consumidores e gerar vendas de verdade.

Os infoprodutos podem assumir diferentes tipos e formatos, como ebooks, cursos online, screencasts, audiobooks, podcasts, área de membros, e-magazines, kits, e webinars. Independentemente de qual for escolhido por você, o importante é garantir que ele seja criado com qualidade e que atenda a uma necessidade real do público.

Para garantir que o infoproduto seja relevante, o primeiro passo é definir qual tema você gostaria de trabalhar e realizar uma pesquisa de mercado para entender qual deve ser o objetivo do infoproduto e qual o melhor formato para se utilizar.

Lembre-se: o foco do seu infoproduto deve ser sempre atender a uma necessidade dos consumidores. Você quer criar algo pelo qual as pessoas estejam dispostas a pagar para ter, por isso não esqueça de produzir algo que seja realmente relevante.

Nessa pesquisa de mercado, não deixe também de analisar a concorrência para entender não só o cenário competitivo em que você vai se inserir, mas também para analisar como os seus concorrentes atuam no mercado e assim ter ideias de como inovar e se diferenciar.

Com todas essas informações coletadas, invista na produção de um conteúdo de alta qualidade, capaz não só de conquistar a atenção dos consumidores para comprá-lo uma primeira vez, mas especialmente que seja tão bom a ponto de fidelizar esses clientes para continuarem comprando suas próximas ofertas.

2. Tenha um CNPJ

Se você tem interesse em entrar no mundo dos infoprodutos e ter o seu próprio negócio digital, o primeiro passo para começar a trabalhar de maneira profissional é formalizando a sua empresa com a criação de um CNPJ, ou Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica.

Embora isso possa parecer somente uma burocracia sem necessidade real, criar um CNPJ é uma maneira de registrar formalmente a situação do seu negócio digital. Ter um CNPJ válido permite que você possa, por exemplo, emitir notas fiscais, se beneficiar de direitos cabíveis e ainda ter acesso a condições diferenciadas em serviços que precisar contratar para manter o negócio rodando, como serviços financeiros. 

Quem está começando a trabalhar no mercado de infoprodutos pode conseguir um CNPJ de maneira rápida e simples ao se registrar como MEI, Microempreendedor Individual. Essa é uma modalidade de pessoa jurídica mais simples e sujeita a uma cobrança mínima de tributos, sendo perfeita para quem ainda não tem um negócio muito grande em operação.

O registro como MEI pode ser feito de forma totalmente online e gratuita, sendo que o único custo envolvido em ter esse registro é o pagamento mensal dos impostos devidos, desde que o empreendedor não ultrapasse o teto anual de receitas de R$81.000 permitido por lei.

3. Escolha uma plataforma, ou

Agora que você tem um infoproduto de altíssima qualidade e já formalizou a sua situação como pessoa jurídica, chegou a hora de começar a trabalhar para colocar o seu produto ao alcance dos consumidores.

Para isso, uma das alternativas é hospedar o seu infoproduto em uma plataforma de hospedagem confiável e que ofereça uma experiência de qualidade aos seus potenciais clientes.

A plataforma escolhida para hospedar o seu infoproduto é um ponto importantíssimo do seu negócio digital, já que é ela que vai ser responsável por dar aos seus consumidores o acesso ao produto que eles compraram.

A experiência de entrega deve ser a mais simples possível, evitando qualquer atrito ou dificuldade na hora de obter o infoproduto adquirido, e é por isso que é importante contar com o apoio de plataformas que, além de confiáveis, sejam fáceis de acessar e ofereçam uma navegação intuitiva.

4. Crie um site para vender seu infoproduto

Outra alternativa para quem não quer buscar uma plataforma de hospedagem pronta para disponibilizar seu infoproduto é a criação de um site próprio capaz de executar essa função.

Para seguir por esse caminho, ainda será necessário buscar alguma plataforma de e-commerce que possibilite a criação do seu site da maneira que você preferir mas com a capacidade de hospedar e entregar o infoproduto ao público.

Seguindo por este caminho, toda a parte de comunicação e identidade visual do site será construída de acordo com a sua própria marca e as suas preferências e necessidades enquanto empreendedor, o que oferece mais controle sobre o seu próprio negócio digital.

Toda essa autonomia, apesar de ser um ponto positivo para quem gosta de controlar todos os aspectos do negócio, também pode ser um ponto negativo para quem está começando. Afinal, você estará construindo algo do zero, o que demanda muito mais trabalho e investimento de tempo e esforço para ser concretizado.

5. Integre com meios de pagamento

Além de cuidar da identidade visual e comunicação do seu site próprio, se você decidir ir por esse caminho também será necessário integrar uma solução de pagamentos e cobrança para poder de fato comercializar os seus infoprodutos.

Essa solução de pagamentos é quem vai disponibilizar diferentes formas de pagamento para que seu público escolha qual é a melhor de acordo com as suas necessidades e assim pagar pelo infoproduto adquirido.

Esse é um ponto crítico para o sucesso do seu negócio digital, já que as opções disponíveis e a facilidade de pagamento são fatores decisivos para uma venda ser concluída ou não, impactando diretamente na sua rentabilidade.

Ofereça opções tradicionais, como o pagamento por cartão de crédito à vista ou parcelado, mas também explore alternativas mais flexíveis para facilitar o pagamento por pessoas de diferentes perfis financeiros, como o boleto parcelado.

O pagamento parcelado por boleto é uma forma de pagamento flexível que permite atender a um público que muitas vezes não tem limite no cartão de crédito ou nem mesmo conta em banco, mas que ainda assim quer comprar os seus infoprodutos.

Essa forma de pagamento permite a geração de receita incremental, e você pode usar soluções como o ProviPay para oferecer o parcelamento em até 36 vezes no boleto aos seus consumidores.

6. Estruture sua página de vendas

Com os pontos acima já resolvidos, é hora de começar a cuidar das suas atividades de vendas, e o elemento principal da sua operação será a sua página de vendas – o primeiro contato dos seus potenciais clientes com o seu infoproduto.

Criar uma página de vendas persuasiva é essencial para os seus esforços de vendas realmente converterem em novos clientes e gerar receita para o seu negócio, por isso deixe claro nesta página quais são os benefícios e valor entregue pela sua oferta.

Essa página deve atuar praticamente como um vendedor digital, por isso é importante que ela tenha todas as informações necessárias não só para convencer o potencial cliente a comprar o infoproduto, como também para esclarecer qualquer dúvida ou preocupação que as pessoas possam ter antes da compra.

Entre os pontos importantes de serem abordados na página de vendas, temos:

  • Benefícios do infoproduto
  • Público-alvo do infoproduto
  • Vantagens sobre ofertas concorrentes
  • Formas de pagamento
  • Canais de suporte
  • Processo de reembolso
  • Informações sobre quem criou o infoproduto
  • Depoimentos e avaliações de consumidores

New call-to-action

7. Crie sua estratégia de marketing

Com uma página de vendas persuasiva já criada e pronta para converter visitantes em clientes, comece a construir a estratégia de marketing que seu negócio digital irá utilizar para atrair potenciais consumidores e gerar novas oportunidades de vendas.

É necessário que você crie uma estratégia eficaz de marketing que comunique de maneira clara todos os benefícios entregues pelo seu infoproduto ao público certo e também na hora certa.

Entre as principais estratégias utilizadas por infoprodutores de sucesso, estão o marketing de afiliados, o marketing de influência, a mídia paga, as redes sociais, e as atividades de SEO.

Confira a seguir mais detalhes sobre cada uma dessas estratégias e suas respectivas vantagens.

Marketing de afiliados

O marketing de afiliados é uma abordagem utilizada por negócios digitais com o objetivo de escalar as vendas de infoprodutos por meio de uma rede de promotores de vendas, os afiliados, que atuam de maneira independente.

Nessa estratégia, os infoprodutores permitem que profissionais de fora do negócio possam trabalhar com a divulgação e venda dos infoprodutos criados por eles, aumentando o alcance da comunicação de maneira exponencial.

Enquanto os infoprodutores usam os afiliados como canais de vendas, os afiliados recebem uma comissão por cada venda realizada. Dessa forma, essa relação promove uma parceria entre as duas partes, construída sobre uma mecânica em que uma parte precisa da outra para conseguir vender e gerar receita.

Marketing de influência

O marketing de influência é uma estratégia de comunicação que já se consolidou nos últimos anos como uma das grandes alternativas para quem quer se promover por meio de canais digitais.

Aqui o raciocínio é simples: encontrar influenciadores digitais que se comuniquem com o seu público-alvo e contratar os seus serviços para promover as suas ofertas e atrair a atenção de potenciais compradores.

Nessa estratégia, o influenciador atua como uma figura de confiança que defende a qualidade e os benefícios do infoproduto oferecido, por isso é importante que esses profissionais tenham não só um bom alcance de público como também se relacionem de verdade com o tema em questão.

Mídia paga

Outra estratégia de marketing muito utilizada por negócios digitais é a de investir em mídia paga, ou seja, pagar pelo uso de plataformas digitais de anúncios para impactar o público certo na hora certa.

Esse tipo de divulgação pode utilizar diferentes plataformas, como o Facebook Ads e o Google Ads, cada uma com suas vantagens particulares.

O Facebook Ads, por exemplo, permite anunciar não somente no Facebook, mas também no Instagram, oferecendo diversas opções de segmentação para que você consiga definir de maneira altamente precisa quem deve ser impactado pelos seus anúncios.

Já o Google Ads, ferramenta de anúncios do Google, permite que você anuncie nos resultados de buscas realizadas na plataforma ou na rede de banners presente em milhares de sites pela internet.

De maneira geral, quem decide trabalhar com mídia paga precisa trabalhar constantemente na atualização e otimização das campanhas para conseguir resultados de alta qualidade e garantir o maior retorno possível sobre o investimento realizado nesses anúncios.

Redes sociais

Diferentemente das atividades de mídia paga, as estratégias de redes sociais não envolvem investimento direto nas plataformas utilizadas para alcançar o seu público-alvo.

Nessa abordagem, o foco está na criação de conteúdo relevante que será distribuído de forma orgânica (gratuita) para os usuários de cada rede (como LinkedIn, Instagram, TikTok e Facebook) de forma a estimular o engajamento do público com esse conteúdo para gerar oportunidades de venda.

É comum que esse tipo de estratégia use técnicas aperfeiçoadas de redação, design e gatilhos mentais que tornem o conteúdo produzido altamente persuasivo para facilitar as vendas dos infoprodutos promovidos.

SEO

O SEO, sigla do inglês Search Engine Optimization (ou Otimização para Mecanismos de Busca), é um conjunto de melhorias e ajustes técnicos e de conteúdo com o objetivo de melhorar o seu posicionamento em resultados de buscas realizadas em plataformas como o Google.

Como os primeiros resultados são os que costumam ser mais clicados e acessados pelos usuários, o SEO existe com o objetivo último de preparar um conteúdo capaz de ficar sempre na primeira posição entre os resultados de buscas relevantes para o seu negócio.

Essa é uma estratégia que não envolve o pagamento direto para as plataformas de busca, como o Google, mas é comum que os negócios digitais busquem o apoio de consultorias especializadas em SEO para implementar essas otimizações e assim conquistar resultados significativos.

8. Dê atenção ao pós-venda

Além de todas as estratégias apresentadas até aqui com o foco em aumentar diretamente as vendas do seu infoproduto, uma área essencial para o sucesso e sustentabilidade de negócios digitais é o pós-venda.

Cuidar para que os seus consumidores tenham uma boa experiência após comprar o seu infoproduto é de extrema importância para que eles fiquem satisfeitos e se tornem fidelizados pela sua marca, aumentando as chances de voltarem a comprar no futuro.

Essa fidelização pode não apenas aumentar as suas vendas no longo prazo, mas também aproximar os clientes de forma a permitir a coleta frequente de feedbacks e depoimentos que podem ser utilizados tanto para a melhoria contínua dos seus infoprodutos como para persuadir novos compradores.

Algumas maneiras de trabalhar o pós-venda incluem a realização de pesquisas de satisfação, cupons de desconto exclusivos para clientes antigos e até a criação de comunidades ou fóruns de discussão em ferramentas como o Telegram.

Vender infoprodutos dá dinheiro?

Como já foi mencionado anteriormente, o mercado de infoprodutos vem crescendo muito nos últimos anos, e ainda existem muitas oportunidades a serem exploradas por quem deseja entrar nesse universo.

Infoprodutores que se dedicam verdadeiramente à criação de infoprodutos de alta qualidade e a construir negócios sustentáveis com foco no cliente podem com certeza usar essa atividade como forma não apenas de conquistar uma renda extra, mas até para adotar isso como fonte principal de renda.

Como ganhar dinheiro com venda de infoprodutos?

Além de todos os pontos apresentados até aqui, separamos também cinco práticas importantes para quem quer realmente ganhar dinheiro com a venda de infoprodutos. São elas:

  1. Manter-se sempre atualizado sobre o mercado digital
  2. Escolha um nicho de atuação e especialize seu conteúdo
  3. Crie mais do que apenas um infoproduto para aumentar as suas opções
  4. Invista em bons canais de comunicação para estimular as vendas
  5. Crie um site ou blog de vendas para divulgar os infoprodutos
  6. Monitore de perto os resultados dos seus esforços de vendas

Como vender infoprodutos com sucesso

Trabalhar com a venda de infoprodutos pode ser uma ótima maneira de empreender e começar a ganhar dinheiro com a internet, mas é necessário se dedicar bastante para construir um negócio digital que consiga não apenas ser lucrativo, mas também se manter assim ao longo do tempo.

Seguir os passos descritos anteriormente nesse artigo com certeza vai te ajudar a desenvolver uma base sólida para o seu empreendimento, mas não deixe de buscar constantemente por novas informações e de investir no seu próprio desenvolvimento profissional para se tornar cada vez mais competitivo no mercado.

Atuar no mercado de infoprodutos é uma tarefa complexa, e contar com os parceiros de negócios certos é parte fundamental do sucesso nessa área – e com isso a Provi tem experiência de sobra.

Com uma solução de pagamentos e cobrança completa e centenas de parceiros pelo Brasil, a Provi pode ajudar o seu negócio a não perder nenhuma venda e oferecer uma experiência de checkout de alta qualidade aos seus consumidores. Entre em contato com a nossa equipe para saber como podemos alavancar o seu negócio de infoprodutos.

New call-to-action

Veja mais sobre o autor

Suporte Infra