Crédito educacional: o que é, como funciona e qual é o melhor?

Veja como um bom serviço de crédito educacional pode ajudar tanto estudantes quanto escolas e instituições de ensino em busca de crescimento.

A educação é um dos maiores agentes transformadores da nossa sociedade, e essa é uma afirmação difícil de discordar.

Desde as etapas mais básicas do ensino até o nível superior, a educação é constantemente citada como uma das questões mais importantes para a resolução dos mais diversos problemas que enfrentamos no Brasil e no mundo.

Um ponto em que o impacto da educação em nossas vidas individuais fica ainda mais claro é no contexto profissional.

Desde crianças, nossos familiares e responsáveis nos incentivam a se dedicar aos estudos para conseguir um bom emprego e garantir qualidade de vida no futuro, mas essa jornada é muito mais complicada do que deveria ser.

De acordo com o IBGE, em 2019, menos da metade (48,8%) da população brasileira tinha o ensino médio completo ou equivalente, enquanto o ensino superior foi um nível finalizado por apenas 17,4% da população.

Esses números mostram de maneira muito clara como a educação é um privilégio de poucos, especialmente quando analisamos o ensino superior.

Além disso, não podemos esquecer que, com um mercado profissional cada vez mais competitivo, nem mesmo alcançar o ensino superior é uma garantia de estabilidade futura como nos ensinaram.

Programas de pós-graduação, MBA, cursos intensivos e outras opções de ensino avançado passam a ser cada vez mais importantes na trajetória de qualquer profissional, adicionando ainda mais degraus nessa escalada pela educação e criando ainda mais barreiras de acesso.

Enquanto os níveis de ensino básico, fundamental, médio e superior contam com oportunidades gratuitas oferecidas pelas instituições de educação pública, cursos profissionalizantes mais específicos geralmente não costumam contar com esse tipo de facilidade.

Apesar de ser possível encontrar algumas bolsas e incentivos semelhantes, a verdade é que na maioria das vezes quem quer ter acesso à educação profissional de qualidade precisa pagar por isso – e é aí que o financiamento educacional mostra a sua importância.

O que é crédito educacional?

O crédito educacional é uma solução financeira que permite o acesso à educação nos mais diversos níveis de ensino e com condições especiais para esse tipo de investimento.

A ideia geral é bem simples: você não precisa de dinheiro para começar a estudar, e só vai pagar depois que começar ou até mesmo terminar os estudos escolhidos.

Esse tipo de crédito é oferecido de diferentes formas dependendo de qual é a instituição financeira responsável pelo serviço, por isso é importante buscar organizações confiáveis e reconhecidas no mercado para ter certeza de que o processo de contratação seja justo e seguro.

A Provi, por exemplo, é uma empresa especializada no oferecimento de crédito educacional e com milhares de estudantes beneficiados nos últimos anos – inclusive para cursos livres e profissionalizantes.

Para quem é o crédito educacional?

O crédito educacional é para qualquer pessoa interessada em investir no próprio futuro e mudar de vida por meio de educação de qualidade.

Não existem restrições ou pré-requisitos como renda familiar, nível de escolaridade, nota em provas do Enem ou qualquer outro tipo de condição semelhante. Na Provi, os únicos requisitos para solicitar o crédito educacional são bastante simples:

  1. Ser uma pessoa física
  2. Ser maior de 18 anos
  3. Ter um CPF (Cadastro de Pessoa Física)

Qualquer pessoa que atenda aos três pontos acima pode fazer uma solicitação de crédito educacional e transformar a sua carreira e vida.

Como o crédito educacional funciona?

Se a ideia do crédito educacional é facilitar o acesso à educação, o processo de contratação desse serviço também precisa ser o mais simples possível.

De maneira geral, o crédito educacional funciona em três etapas: (1) seleção da instituição e curso, (2) cadastro e envio de documentos, (3) resultado ou solicitação de avalista.

1. Seleção da instituição de ensino e curso

Tudo começa com a escolha do curso e da instituição de ensino desejada – decisão que deve levar em consideração os objetivos e preferências do estudante buscando esse serviço.

2. Cadastro e envio de documentos

A segunda etapa é o preenchimento de um cadastro com as informações necessárias para iniciar o processo de solicitação do crédito educacional, além do envio de alguns documentos pessoais necessários.

Feito o envio, as informações passam por um processo de análise que pode ser realizada em até 24 horas.

3. Resultado: aprovação ou solicitação de avalista

Com a análise realizada é hora de saber o resultado. Aqui, existem duas respostas possíveis: a aprovação direta do crédito educacional ou a solicitação de um avalista para seguir com a aprovação.

Em caso de aprovação direta, o estudante já pode começar a se preparar para iniciar o curso selecionado.

Caso um avalista seja solicitado, o processo de indicação é muito simples e realizado de maneira totalmente online. O avalista é uma figura que funciona como uma espécie de seguro para ajudar na aprovação do crédito.

A pessoa indicada como avalista não precisa pagar nada do serviço contratado, a não ser que o próprio estudante deixe de pagar pelo crédito obtido.

Crédito educacional é o mesmo que financiamento estudantil?

Existe muita confusão entre os termos crédito educacional e financiamento estudantil, principalmente porque as pessoas e empresas estão acostumadas a usar as duas expressões para falar da mesma coisa.

Na maioria das vezes, os dois termos estão mesmo descrevendo o mesmo serviço financeiro, mas em alguns casos pode existir uma pequena diferença relacionada ao destino do dinheiro solicitado.

Algumas instituições entendem que o crédito é um dinheiro que pode ser utilizado para qualquer finalidade, sem nenhum tipo de restrição, enquanto o financiamento deve ser concedido para um fim específico, como comprar uma casa ou um carro.

Vale a pena prestar atenção para identificar se essa diferença realmente faz diferença no seu caso, mas como estamos falando tanto sobre crédito quanto sobre financiamento com foco em educação, podemos entender os dois termos como sendo equivalentes.

Quais as diferenças entre crédito educacional e bolsa de estudos?

Enquanto o crédito educacional é um valor que o estudante recebe para pagar pelos estudos, a bolsa de estudos costuma oferecer uma redução no valor total do curso em questão.

Dessa forma, é como se a primeira opção fosse uma ajuda para pagar por um curso, enquanto a segunda alternativa é uma maneira de deixar o mesmo curso mais barato.

Vale destacar que geralmente as bolsas de estudos são muito mais difíceis de conseguir, principalmente porque costumam ser oferecidas pelas próprias instituições de ensino e em número reduzido.

Por isso, apesar de as bolsas serem sim uma ótima opção para facilitar o acesso à educação, o crédito educacional costuma ser uma opção mais garantida na maioria dos casos.

Quais as vantagens do crédito educacional?

Já falamos aqui no blog da Provi sobre o dilema do ovo e da galinha que existe quando o assunto é investimento em educação: você precisa de dinheiro para fazer um curso para conseguir um emprego que vai te dar o dinheiro que você precisava para fazer o curso.

O crédito educacional é uma forma de solucionar esse problema.

Esse tipo de serviço financeiro é uma maneira de ajudar pessoas que querem transformar suas carreiras a fazerem isso o quanto antes, sem se preocupar com o dinheiro que elas podem ainda não ter, mas que virá com o tempo.

1. Aceleração do processo de transformação

Com esse tipo de solução, as escolas ou instituições de ensino recebem na hora o pagamento pelo curso oferecido e o estudante pode começar a estudar desde já, deixando o pagamento para ser feito somente no futuro.

Isso acelera o processo de capacitação dos estudantes e também permite o desenvolvimento das próprias instituições de ensino.

New call-to-action

Enquanto as instituições podem usar imediatamente o dinheiro recebido para investir em melhorar a qualidade de seu ensino sem precisar esperar longos prazos de pagamento, os estudantes iniciam seu desenvolvimento sem demora e podem aproveitar novas oportunidades de alavancar suas carreiras.

2. Sem comprovação de renda

Conforme mencionado anteriormente, não é necessário comprovar renda para conseguir obter um crédito educacional.

Aqui na Provi, acreditamos que o histórico de crédito não pode ser uma barreira para quem quer aprender, e é por isso que o nosso crédito educacional é oferecido visando o potencial futuro dos estudantes, não com base no seu passado.

3. Sem precisar de conta em banco ou nota do Enem

Além de não pedir comprovação de renda, o crédito educacional também não exige resultados anteriores em provas como a do Enem e nem mesmo conta em banco, já que o pagamento do serviço pode ser realizado via boleto bancário.

Vale a pena contratar um crédito educacional?

O crédito educacional é sim um serviço que vale a pena para pessoas que não conseguem pagar por uma educação de qualidade mas que enxergam nisso um potencial para mudar de vida.

É importante ter bastante atenção e cuidado na hora de solicitar e contratar um serviço de crédito educacional para garantir que essa é a melhor alternativa para cada caso específico, além de se planejar para honrar os pagamentos devidos após a contratação.

Dito isso, nós vemos em nosso dia a dia exemplos de como o crédito educacional pode transformar carreiras e evoluir pessoas, então essa é sim uma possibilidade a ser considerada. 

Qual é o melhor crédito educacional?

Como já foi falado nesse artigo, é importante analisar com cuidado as condições de um serviço de crédito educacional e entender os objetivos do próprio estudante na hora de oferecer esse serviço.

Além de encontrar um crédito educacional com condições justas, também é necessário buscar uma empresa confiável para não ter nenhum problema ao longo do processo.

O crédito educacional da Provi

Na Provi, nossa solução de crédito educacional tem o mesmo funcionamento explicado anteriormente: a Provi paga a escola pelo valor do curso enquanto o estudante paga a Provi dividindo o pagamento em parcelas que não vão pesar no seu bolso.

Dessa forma, conseguimos trazer os benefícios do financiamento educacional tanto para a escola quanto para o estudante. Enquanto a escola conta com a garantia de receber o pagamento por seus cursos com menos riscos, os estudantes começam a adquirir os novos conhecimentos necessários para evoluir profissionalmente sem preocupações.

A Provi toma conta de toda a análise de crédito para oferecer as melhores taxas e os menores riscos para todas as partes envolvidas, garantindo a segurança tanto de quem vende o curso quanto de quem compra.

O crédito educacional como ferramenta de transformação

O crédito educacional pode ser uma ótima alternativa para acelerar o desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas por meio da educação de qualidade, principalmente para pessoas que não têm disponíveis os recursos financeiros necessários para esse tipo de investimento.

Além disso, esse é um serviço que pode ser oferecido por escolas e instituições de ensino que querem aumentar as suas vendas por meio de uma solução prática e altamente rentável, com potencial de aumentar as suas vendas incrementais e alavancar os seus resultados de negócio.

Se quiser saber como podemos ajudar a sua escola ou instituição de ensino a se beneficiar desta facilidade, entre em contato com a equipe da Provi.

Veja mais sobre o autor

Suporte Infra