A história da Provi e a busca pelo acesso à educação no Brasil

Em três anos mais de 260 mil pessoas tiveram acesso à educação e destinamos mais de 1 bilhão de reais para cursos de qualificação profissional!

Revolucionar a educação por meio da disponibilização de crédito para cursos profissionalizantes e livres e contribuir para a qualificação e empregabilidade dos brasileiros. Foi com esse mote que nasceu a Provi, uma empresa que utiliza tecnologia e inovação para criar inovações financeiras que permitam que mais pessoas consigam estudar. 

Como a Provi surgiu?

Criada em 2019, pelo engenheiro Fernando Franco e o administrador Mario Perino, a Provi iniciou o trabalho na concessão de financiamentos para cursos de curta duração focados na qualificação profissional. Hoje, além desses cursos, também disponibilizamos financiamentos para cursos de idiomas, intercâmbio e pós-graduação.

Além do crédito estudantil, também atuamos no empoderamento das escolas e dos infoprodutores, oferecendo análise de crédito, gestão de cobrança, suporte financeiro e permitindo que eles ofereçam aos alunos formas de pagamento facilitadas. Soluções que possibilitam que eles tenham mais independência e tempo para focar no que mais importa: conteúdo de qualidade.

Quem criou a Provi?

Fernando Franco

Formado em Engenharia Aeronáutica pelo ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), Fernando Franco, mineiro de Uberlândia, tem vasta experiência no mercado financeiro. Passou por Itaú BBA, Ac2 Investimentos, Credit Suisse e Canvas Capital. Migrou para o mundo das startups, começando pela Piknik, food park criada em 2015 em uma privilegiada localização de São Paulo. Lá, Fernando teve sua primeira experiência empreendedora, tirando do papel o maior projeto de food park da época. Começou entre os times comercial e financeiro e chegou a ocupar a diretoria financeira da empresa. Após, seguiu para a Pagar.me, plataforma de pagamento online onde implementou soluções financeiras que permitiu que a empresa se tornasse parceira de gigantes do mercado. Em 2017, Franco foi para o BTG de onde saiu para criar a Provi. 

“Percebi que eu já tinha uma bagagem no mercado financeiro e tinha uma vontade muito grande de construir algo com propósito. Foi aí que liguei para o Mario (co-CEO da Provi) e perguntei: qual a sua meta de vida? Sugeri criarmos uma empresa que fosse gerar impacto positivo na vida das pessoas. Assim começou a se desenhar a Provi”, conta. 

Mario Perino

Nascido em São Paulo e criado em Jundiaí (SP), Mario Perino se formou em Administração e Gestão Empresarial pela USP (Universidade de São Paulo). Ainda na faculdade, começou a trabalhar no Santander e também atuou como voluntário no Projeto Pé de Meia, ONG que trabalha com o empoderamento econômico e educação financeira para pessoas de baixa renda. Entrou no BTG em 2016, onde permaneceu por quase 2 anos, até receber a ligação de Fernando Franco (co-CEO da Provi), que perguntou qual era o propósito de vida dele.

“Quando o Fernando me fez essa pergunta eu pensei que ele estava delirando (risos), mas ao mesmo tempo foi de encontro a um incômodo que eu já vinha sentindo. A gente não queria viver só para ganhar dinheiro, a gente queria construir algo que deixasse um legado. Então, saímos do BTG e começamos a pensar em um grande problema no país para solucionar: o desemprego e a educação. Foi assim que começamos a pensar a Provi”, comenta.

Acesso à educação: como a Provi quer construir um futuro com mais oportunidades

É triste pensar que em um país com mais de 11 milhões de desempregados, também existam centenas de milhares de vagas de emprego que não são preenchidas por falta de profissionais qualificados. Consequentemente, pessoas desempregadas não podem pagar por um curso técnico ou de qualificação para a carreira, sem terem formas de pagamento acessíveis.

“Essa conta não tem como fechar. Por isso temos uma análise de crédito própria e exclusiva que leva em consideração o futuro do aluno. Cerca de 70% dos nossos alunos não teriam crédito aprovado se fossem solicitar empréstimo em um banco tradicional para estudar. Aqui, a gente acredita que, após a qualificação, ele vai ter um emprego com um salário compatível e consequentemente pagar o curso.”, garante Fernando.

E como a Provi constrói pontes para a educação?

Crédito educacional e ISA

Para as instituições parceiras, a Provi tem duas principais soluções: o ProviPay, plataforma de checkout em que a escola pode oferecer diversas formas de pagamento ao aluno, como boleto à vista, cartão de crédito e crédito educacional – nosso carro-chefe -, que permite o parcelamento dos cursos em até 36 vezes, no boleto, com baixas taxas de juros. Utilizando o ProviPay, a escola centraliza os pagamentos em um só lugar, com as melhores taxas de retorno do mercado

A segunda solução é o Income Share Agreement (ISA), implementado no Brasil por nós! Nessa modalidade, a Provi mantém parcerias com instituições de ensino, que se comprometem a oferecer um conteúdo de qualidade, com alto grau de empregabilidade, e o aluno só inicia o pagamento do curso quando alcançar uma renda mensal mínima estabelecida em contrato. 

Mas e depois do curso?

Empregabilidade: transformando a educação em renda

Aqui na Provi acreditamos que o ciclo do acesso à educação se completa somente quando o aluno conquista um emprego. Por isso, criamos uma comunidade de estudantes, cujo objetivo é promover a empregabilidade, com transmissão de conteúdo, mentorias e conexões com eventuais oportunidades. 

ProviHack

Realizamos também o ProviHack, um hackathon, para impulsionar a carreira dos profissionais através de experiências com impacto positivo real. No evento, as pessoas participantes colocam suas habilidades em prática, geram conexões para oportunidades de trabalho e apresentam projetos desenvolvidos em grupos para grandes empresas contratantes. Mais da metade das pessoas participantes conquistam emprego em menos de dois meses.   

O que já alcançamos até hoje?

Em três anos, o impacto social promovido pela Provi é bem notório. Já financiamos cursos para mais de 220 mil pessoas e disponibilizamos mais de 1 bilhão de reais em crédito. Nas quatro edições do nosso ProviHack tivemos mais de 700 participantes e mais de 150 pessoas mentoras. Entre os participantes, mais de 80% disseram que o evento foi determinante para a conquista de um emprego. Com tantos números grandiosos alcançados em tão pouco tempo de vida, somos considerados os maiores desse segmento na América Latina! 

Propósito e campanha institucional

E para apresentar a Provi para ainda mais pessoas e envolver mais gente no nosso propósito, decidimos criar uma campanha de reconhecimento de marca. Convidamos uma personalidade que tem muito a ver com a nossa história e que teve a vida transformada pela educação: o ex-BBB Vyni. 

Vyni e o poder transformador da educação

Em sua primeira grande campanha publicitária, Vyni comemora a parceria com uma marca que tem tanto a ver com a sua jornada. “Quando recebi o convite e entendi o propósito da Provi, em facilitar e permitir que mais pessoas tenham acesso à educação, meu olho brilhou. Não poderia ter um match mais perfeito com a minha história”, declara Vyni.

Escolhida em um processo de concorrência para assinar a campanha, a agência Ideatore, de Ribeirão Preto, trouxe um projeto inovador e super criativo. “Eles conseguiram captar a essência do nosso negócio e oferecer o melhor projeto que apresente ao público a nossa marca e a nossa principal missão que é tornar o acesso à educação mais inclusivo e possível para todos.”, comenta Franco. 

Thales Zeviani, da Ideatore, define a ação como uma campanha de awareness 360. “Mergulhamos no desafio para criar uma campanha inspiracional que traduzisse o propósito da Provi, não só posicionando a marca, mas trazendo a força transformadora da educação para os holofotes. Para isso, escolhemos o Vyni, cuja história casa perfeitamente com esse objetivo e faz todo o sentido para o momento da marca.”

E o futuro?

Somos uma empresa que nasceu focada em transformar o futuro. Em apenas três anos de jornada, somos certificados como Empresa B, o que comprova a nossa atuação de impacto e cumprimento das ações em todas as frentes do empreendedorismo social, incluindo nossos trabalhadores, fornecedores, comunidade e meio ambiente. 

Atualmente temos um time de mais de 300 colaboradores e este ano ainda pretendemos avançar e custear também cursos de graduação. “Nossa missão é auxiliar pessoas que querem estudar ou, até mesmo, mudar de carreira, mas não têm condições de pagar por um curso. Queremos ser reconhecidos como uma empresa que constrói pontes de acesso à educação e o principal parceiro estratégico das instituições de ensino”, completa o CEO da empresa, Fernando Franco.

Quer continuar conhecendo a Provi? Assine a ProviNews, nossa newsletter mensal com os melhores conteúdos sobre Mercado da Educação, Empreendedorismo, Carreira e mais!

New call-to-action

Veja mais sobre o autor

Provi